Nota

Meditando mesmo quando a rotina muda

Os últimos dias me trouxeram alguns desafios para a minha prática de meditação e com eles, algumas lições.

O primeiro deles foi uma viagem a trabalho, e além da mudança no ambiente onde estou acostumada a meditar, dividi o quarto do hotel com uma colega. A gente só precisaria acordar às 8h, mas meu alarme com o chamado para meditar soa às 7h, com um outro alarme às 8h avisando que a meditação chegou ao fim. Como não queria acordá-la mais cedo, desativei o alarme das 7h e confiei que acordaria assim mesmo. E acordei! Só que ela também acordou e, me vendo sentada na cama, perguntou se eu estava com dor nas costas. Expliquei que estava meditando, e ela ficou quietinha, esperando que eu acabasse. Não consegui ficar uma hora, preocupada que ela poderia querer se levantar, ir ao banheiro, sei lá, e ainda que isso não me incomodasse, eu esqueci de avisar a ela. Me dei por satisfeita aos 50 minutos, sabendo que poderia repor de noite.

Na manhã seguinte, um sábado, já estava casa mas acordei muito cansada com o alarme das 7h. Como não tinha nenhum compromisso para o dia, resolvi voltar a dormir e deixar para meditar mais tarde, ou seja, quebraria a minha rotina mas ainda cumpriria o meu regime. Meditei das 9h30 às 10h30, e ainda foi a primeira coisa que fiz no dia. Outra quebra da rotina aconteceu na noite de ontem para hoje. Tive insônia, e depois de passar duas horas tentando dormir, ora concentrando nas sensações do corpo, ora na respiração e ora pensando em tudo e todos, resolvi reconfigurar o despertador e antecipar minha meditação para 4h30. Foi a melhor coisa que fiz! Dizem que esse é um horário ótimo para meditar, e de fato pude sentir como se minha testa estivesse iluminada por dentro, e por fora tive a sensação de uma brisa leve no rosto, que tem se tornado bem comum. Quando o despertador tocou, voltei para baixo das cobertas e dormi como um anjo.

Lições que aprendi:

– Na próxima vez, caso aconteça de dividir um quarto com uma outra pessoa, explicarei com antecedência que costumo meditar, como funciona, e que a pessoa pode levantar, se quiser;
– Posso ser flexível com os horários, afinal de contas não estou num quartel! O que não posso é quebrar o hábito.
– Em caso de insônia, o melhor a fazer é meditar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s