Dia 0: Sobre os 100 Dias de Amor-Bondade

O projeto 100 Dias de Amor-Bondade começa amanhã, 31 de janeiro. Aqui estão algumas dicas úteis enviadas por Bodhipaksa, professor da comunidade budista Wildmind no boletim de hoje, traduzidas com permissão:

O que é meditação de amor-bondade?
A meditação de amor-bondade (também conhecida como meditação da compaixão, do inglês loving-kindness) é uma prática através da qual entramos em contato e fortalecemos nosso desejo inato de que todos os seres, incluindo nós mesmos, sejam felizes. Amor-bondade é simplesmente bondade, embora no que diz respeito à meditação, a prática pode vir a apresentar uma forte qualidade de amor.

O que estaremos praticando?

Serão exploradas quatro práticas tradicionais relacionadas aos chamados “pensamentos imensuráveis​​” ou “moradas divinas” (Brahma- viharas) por 25 dias cada:

  • Amor-bondade (metta): uma atitude básica de querer que todos os seres (incluindo nós mesmos) sejam felizes.
  • Compaixão (karuna):  desejo de que todos os seres estejam livres de sofrimento, de modo que possam ser felizes.
  • Apreciação alegre (mudita): desejo de que todos os seres desenvolvam habilidades que os conduzam à experiência de alegria e paz.
  • Amar com sabedoria (upekkha): desejo de que todos os seres desenvolvam as qualidades de percepção que levam à paz e alegria permanentes.

Algumas dessas descrições podem soar um pouco estranhas, mas essas pontes conceituais serão atravessadas quando chegar o momento.

Espera-se que a meditação de amor-bondade seja praticada todos os dias?

Não seria muito realista tentar fazer a meditação de amor-bondade todos os dias, já que isso a tornaria a sua única prática. Algumas pessoas acham que, para elas, funciona bem desse jeito, mas outras acham que precisam equilibrar a prática de amor-bondade com outras meditações, como atenção plena e consciência da respiração. Se você encontra-se na última categoria, sugiro que faça a prática de amor-bondade pelo menos em dias alternados.

Trata-se de um desafio de meditação?

Não. Eu certamente recomendo que você medite diariamente, e adote o meu mantra (“Eu medito todos os dias, é algo que faço, é parte de quem eu sou”), mas esses cem dias são simplesmente uma oportunidade de aprofundar mais a sua prática. Meditar diariamente ajuda, mas mesmo que você não medite todos os dias, ainda assim pode se beneficiar. E lembre-se, é melhor meditar por cinco minutos a cada dia do que ter objetivos demasiadamente ambiciosos que você não conseguirá cumprir.

Acompanhe todas as traduções dessa série aqui.

About these ads

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s